13 de Agosto de 2022

Ministério Público do Trabalho abre inquérito para apurar denúncias contra Pedro Guimarães

O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu um inquérito nesta terça-feira, 26, para investigar as denúncias de funcionárias da Caixa Econômica Federal contra o ex-presidente da empresa, Pedro Guimarães, de assédio moral e sexual. O procurador Paulo Neto argumenta que há a necessidade de transformar a apuração preliminar em um inquérito civil para apuração do caso por considerar que as acusações infringem a ordem jurídico-trabalhista e fere os direitos coletivos dos colaboradores. “Incumbe ao Ministério Público do Trabalho promover a defesa da ordem jurídica, dos interesses sociais, difusos, coletivos e individuais homogêneos afetos à área trabalhista”, defende Neto em sua decisão que também solicitou à estatal que apresente cópias integrais de “eventuais procedimentos administrativos” de duas denúncias feitas por funcionárias do banco através do canal “Viva Voz” e de outras 14 acusações contra Guimarães entre 2019 e 2022.


Informações da Jovem Pan / Foto: Edu Guimarães/Estadão Conteúdo

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos