22 de Maio de 2022

Justiça não consegue localizar Sara Winter para intimá-la em ação ajuizada por Dória

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) não conseguiu localizar a ativista Sara Winter para intimá-la no processo aberto pelo pré-candidato à presidência da República, o tucano João Dória, por difamação. A Corte tentava encontrar Sara Fernanda Giromini, conhecida como Sara Winter, para uma audiência de conciliação.

Como a militante bolsonarista não foi encontrada, o TJ decidiu encaminhar as vistas para o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. O processo foi iniciado após Sara Winter chamar Dória de “botox ambulante”, “mau caráter", “sádico” e “oportunista”. A militante também acusou o ex-governador de São Paulo de inflar o número de mortes causadas pela Covid-19. De acordo com o portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, uma notícia-crime foi aberta no Tribunal de Justiça de São Paulo, mas o processo foi encaminhado para Brasília, local onde Winter reside. No documento, o político lista 31 supostos crimes de difamação e um de ameaça de Sara Winter contra João Dória.

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos