10 de Agosto de 2022

Procuradora cala a boca de Lula: “Não me chama de querida”

 Procuradora cala a boca de Lula: “Não me chama de querida”

 

O depoimento do ex-presidente Lula já passava da uma hora de duração na tarde desta quarta-feira, 13. Ao responder a uma pergunta da procuradora da Isabel Groba, o petista se referiu a ela como ‘querida’.

“Não sei, querida, não sei”, disse.

A procuradora pediu que Lula não se dirigisse a ela nestes termos. “Pediria que o sr ex-presidente se referisse ao membro do Ministério Público pelo tratamento protocolar devido.”

Lula perguntou. “Como seria, Dra?”

Moro, então, interrompeu. “Sr ex-presidente, peço escusas, não percebi isso de maneira tão clara. Sei que o sr ex-presidente não tem nenhuma intenção negativa em utilizar esse termo ‘querida’, mas peço que não utilize. Pode chamar de Dra, sra procuradora, perfeito?”

“Tá bem”, disse Lula.

Lula é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro sobre contratos entre a empreiteira e a Petrobrás. Segundo o Ministério Público Federal os repasses ilícitos da Odebrecht chegaram a R$ 75 milhões em oito contratos com a estatal. O montante, segundo a força-tarefa da Lava Jato, inclui um terreno de R$ 12,5 milhões para Instituto Lula e cobertura vizinha à residência de Lula em São Bernardo do Campo de R$ 504 mil.

 

Fonte: MSN Notícias

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos