10 de Agosto de 2022

Plano Urbanístico de Pirajá é debatido em comissão

A Comissão Especial de Desenvolvimento Urbano, presidida pela deputada estadual Maria del Carmen (PT), realizou ontem uma audiência pública para tratar do Plano Urbanístico de Pirajá, que vem sendo desenvolvido sob a responsabilidade do Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur). A audiência teve como objetivo conscientizar a população e difundir de maneira mais efetiva as informações acerca do plano, que consiste no aproveitamento de espaços vazios, melhorias habitacionais, implantação de sistema de drenagem, saneamento básico, dentre outras intervenções.

 

A Comissão Especial de Desenvolvimento Urbano, presidida pela deputada estadual Maria del Carmen (PT), realizou ontem uma audiência pública para tratar do Plano Urbanístico de Pirajá, que vem sendo desenvolvido sob a responsabilidade do Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur). A audiência teve como objetivo conscientizar a população e difundir de maneira mais efetiva as informações acerca do plano, que consiste no aproveitamento de espaços vazios, melhorias habitacionais, implantação de sistema de drenagem, saneamento básico, dentre outras intervenções.


De acordo a coordenadora da Unidade Técnica de Projetos (UTP) da Conder, Regina Luz, o plano urbanístico que visa requalificar as áreas do Pantanal, Sapolândia e Boa Vista de Pirajá (Irecê) vem sendo desenvolvido em parceria com a população. Segundo ela, as dificuldades na captação dos recursos impede o avanço do projeto, que está em sua 6ª etapa de elaboração, que é o estudo preliminar de urbanização. “O projeto final prevê construção de um sistema viário que dá acesso à área de São Bartolomeu, a implantação de escolas e creches, além da construção de um anfiteatro e de um museu que vai tratar da história do bairro 2 de Julho”, explicou.


“Esta audiência pública também objetiva chamar a atenção dos poderes públicos para incentivar na captação de recursos. Acredito que este plano é um elemento importante para o desenvolvimento de Pirajá. Se em 2007 já tivéssemos um plano urbanístico para bairro poderíamos tê-lo incluído para captação de recursos através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), dada a importância que aquela área tem por ser um local histórico, palco de diversas lutas pela Independência da Bahia, além de ser a segundo maior remanescente de Mata Atlântica em área urbana do Brasil.”, declarou Maria del Carmen.
Fábio Ferreira, morador e presidente do Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Pirajá (NADP), parabenizou a comissão pela iniciativa. “Esta comissão se debruçou sobre este plano que é de extrema importância. Pirajá que, como todos sabem, tem grande importância histórica, mas pouca infraestrutura para os seus moradores. Sabemos das dificuldades na capitação dos recursos e a construção deste plano, em parceria com a população, já é um grande passo. Acredito que com esta ênfase dada pela Comissão de Desenvolvimento Urbano vamos avançar ainda mais”, disse.


Participaram da audiência o deputado estadual e membro do colegiado, Gika Lopes (PT), a vereadora Marta Rodrigues (PT), a arquiteta Renilde Tonhá, representando a ABT Engenharia; e o engenheiro Ailton Gonzaga, representando a Oeste Engenharia, além de moradores e lideranças do bairro de Pirajá.

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos