20 de Junho de 2024

Prefeito de Ibiquera, Ivan Almeida, apresenta queixa-crime contra vereador Francisco Senna por calúnia e difamação

O prefeito de Ibiquera, Ivan Cláudio de Almeida (Avante), apresentou uma queixa-crime por calúnia e difamação contra o vereador Francisco Rafael Oliveira Senna. Conforme a denúncia, o vereador fez graves acusações sem provas contra a honra e dignidade do prefeito, incluindo chamá-lo de corrupto durante uma sessão solene na Câmara de Vereadores, ocorrida na última terça-feira (14).

No processo N°: 8000777-19.2024.8.05.0218, julgado na Vara Criminal de Ruy Barbosa, a defesa do prefeito Ivan Cláudio de Almeida classificou como infundadas as acusações feitas pelo vereador Francisco Rafael Oliveira Senna. A defesa argumentou que o vereador extrapolou os limites da liberdade de expressão e do exercício de seu mandato, e que suas ações não apenas feriram a honra e a dignidade do prefeito, mas também atentaram contra a integridade moral necessária para o exercício de seu cargo público.

A defesa argumenta que o vereador extrapolou os limites da imunidade parlamentar, como previsto no Art. 139 do Código Penal, que trata da difamação ao imputar a alguém fato ofensivo à sua reputação, sujeitando o infrator à pena de detenção de três meses a um ano, e multa. Além disso, destacou o Art. 140, que aborda a injúria, definida como ofensa à dignidade ou ao decoro de alguém, prevendo pena de detenção de um a seis meses, ou multa.

Conforme o art. 29, inciso VIII, da Constituição Federal de 1988, os vereadores desfrutam de imunidade parlamentar absoluta, desde que suas opiniões, palavras e votos sejam proferidos no exercício do mandato (nexo material) e dentro da circunscrição do município (critério territorial).

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos