13 de Agosto de 2022

Ultramaratona da Independência reúne público diversificado na Boca do Rio

A primeira edição da Ultramaratona da Independência, evento que marca o início das comemorações pelos 200 anos da Independência do Brasil na Bahia, a serem completados em 2023, foi marcada pela inclusão. A competição, que teve início na noite deste sábado (2) e seguiu até às 6h de domingo (3), na orla da Boca do Rio, reúne 600 competidores. O evento é realizado pela Prefeitura, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur), em parceria com a Federação Baiana de Atletismo (FBA).

Atleta há sete anos, Agenor Neto, de Ilhéus (BA), foi diagnosticado com esclerose múltipla em 2010 e encontrou na corrida o suporte para recuperar os movimentos do lado esquerdo do corpo, que estavam paralisados pela doença. Hoje ele se orgulha por poder participar da Ultramaratona da Independência ao lado da família e de ter sido o primeiro brasileiro com esclerose a participar de um evento nesse formato, ainda em 2019.

"É muito gratificante participar desta ultramaratona porque a corrida se mostrou uma luz no fim do túnel para mim. É especial por ser da Independência e a primeira na minha terra, e eu não poderia deixar de participar. Um evento como este não apenas incentiva quem já pratica o esporte, como aqueles que não começaram ainda. Digo sempre que precisamos dar o primeiro passo, não importa a quilometragem, e a vitória vem", relatou emocionado.

O evento também atraiu atletas amadores como George Andrade Azevedo. Acompanhado dos filhos Renato e Rafael, de 14 e 9 anos, também participou com a missão de buscar inclusão para pessoas com deficiência. "Achei excelente a iniciativa da Prefeitura. É um evento muito legal e que é diferente na cidade, ainda mais aberto ao público. Meu filho mais novo tem deficiência e eu faço parte de um grupo que corre com bicicletas adaptadas. Sempre nos reunimos para participar dos eventos e mostrar as dificuldades e vitórias de pessoas com deficiência. Vamos correr e nos divertir o quanto pudermos", afirmou.

A Ultramaratona possui uma única etapa e serão declarados vencedores os atletas que percorrerem a maior quilometragem no prazo de 12h. As modalidades disponíveis são: individual, dupla, quarteto e sexteto. O evento oferece uma estrutura completa e segura para os atletas com equipe médica especializada, hidratação e frutas. No lounge exclusivo para atletas, há massagem e crioterapia aplicada em uma tina de gelo. E para animar o público durante a prova há a apresentação de DJ's como Telefunksoul, Old Boys e Rafa Gouveia.

Mais corridas – O presidente da Saltur, Isaac Edington, explicou que a Prefeitura vem investindo desde 2013 em corridas de rua para posicionar a cidade como um importante destino para esta modalidade esportiva. "Aproveitamos a oportunidade do 2 de Julho e a ideia é que a ultramaratona faça parte do calendário da cidade, sempre nessa data. Sobretudo no próximo ano, em que a gente vai celebrar o bicentenário da Independência da Bahia, a Ultramaratona da Independência também marca o início dessa celebração", reforçou.

 

O gestor lembrou que Salvador já tem data para a 4ª edição da Maratona de Salvador, evento já consolidado na cidade e que teve uma pausa por força da pandemia de Covid-19. O evento será realizado no dia 25 de setembro.

"A corrida de rua tem uma abordagem importante para uma cidade como Salvador que é litorânea, turística e tem um apelo cultural, natural e do seu patrimônio histórico. Com estes eventos, temos criado muitas oportunidades para ocupar o espaço público unindo corrida e turismo", finalizou.


Fotos: Igor Santos/Secom

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos