22 de Maio de 2022

Prefeitura capacita servidores para atuar no combate ao abuso sexual infantil

Em alusão à campanha Maio Laranja, que visa combater a exploração e abuso sexual infantil no Brasil, a Prefeitura intensificou a formação e sensibilização de colaboradores municipais sobre a temática. Na tarde da última sexta-feira (13), a equipe da Secretaria de Política para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) realizou a capacitação para os colaboradores da Prefeitura-Bairro de Pau da Lima, situada na Avenida São Rafael, em São Marcos.

A iniciativa municipal busca preparar os profissionais, em especial os que atuam com atendimento ao público, para que ao perceber uma situação de violência contra o público possam acionar os serviços de proteção necessários. A atividade já foi realizada em secretarias e órgãos municipais, gerências regionais de educação e nas Prefeituras-Bairro de Barra/Pituba, Cidade Baixa e Cajazeiras. A próxima ação está prevista para ocorrer na próxima sexta-feira (20), às 14h, nas unidades administrativas de Cabula/Tancredo Neves e Valéria.

Colaboradora da unidade, Joselita da Silva Fonseca contou que achou muito relevante o conteúdo abordado no encontro. "É muito importante que a gente aprenda e passe esse conhecimento adiante. Desta forma vamos estar mais atentos a qualquer movimento suspeito em relação às nossas crianças e adolescentes, para que eles não sofram violências. Nunca presenciei casos deste tipo, mas estou em alerta para ajudar".

 

Foram abordados no encontro assuntos como a importância do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), formas de violência, rede de proteção e garantia de direitos, e como ajudar e denunciar casos de exploração e abuso sexual infantojuvenil. Membro da diretoria da Infância e Juventude (DIJ), vinculada à SPMJ, Arilma Bacelar relatou que é imprescindível que todos estejam atentos aos sinais de violência contra crianças e adolescentes.

"Focamos em sensibilizar os colaboradores que lidam com atendimento ao público no dia a dia para que eles tenham o olhar mais apurado para a situação, se surgir um caso. Este é um momento de trazer mais informações e trocar conhecimentos com eles. Muitos trazem relatos que já presenciaram. Devemos estar sempre preocupados em buscar criar mecanismos e políticas públicas que protejam este público", finalizou.   

Foto: Otávio Santos/Secom

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos