01 de Dezembro de 2021

Guto reconhece que Bahia precisa marcar mais gols e assume responsabilidade por empate. Assista

O técnico do Bahia, Guto Ferreira, assumiu a responsabilidade pelos resultados ruins que o time vem tendo nas últimas rodadas, incluindo o empate contra o Cuiabá neste domingo (21), na Arena Fonte Nova. Para ele, o Tricolor precisa marcar mais gols para ter maiores condições de fugir da zona de rebaixamento da Série A do Brasileirão. "A responsabilidade é minha. Não é de quem está entrando, de quem está jogando. Eles têm buscado fazer o melhor deles, as coisas não estão acontecendo (...) Temos que melhorar. Eu posso falar pelos últimos nove jogos, em que marcamos sete gols. Teríamos que ter marcado pelo menos um gol por jogo. Mas também houve uma melhora significativa na defesa, onde tomamos gols em apenas três jogos. E apenas o Flamengo ficou fora da curva", pontuou, em entrevista coletiva após a partida. 

O comandante avaliou ainda que boa parte dos problemas ofensivos do confronto contra o Cuiabá foram originados pela marcação forte do próprio adversário. "O empate para eles hoje era um bom resultado. Eles ficaram postados o jogo todo, buscando os momentos certos para virem para cima da gente. Levantamos bolas demais hoje, mas pela condição do jogo", afirmou. 

Além disso, Guto acredita que a ansiedade tem prejudicado o Esquadrão nos jogos. A diferença nas atuações do primeiro e segundo tempo, respectivamente, mostram isso, na visão do técnico. "No primeiro tempo, aquela ansiedade de tentar o resultado fez com que a gente se desorganizasse demais. O time do Cuiabá soube jogar na nossa desorganização. Voltamos mais ajustados para o segundo tempo, conseguimos trabalhar mais a bola, empurrar o Cuiabá. Infelizmente, não conseguimos. O Cuiabá é o time que menos perdeu fora de casa, só perdeu dois. Perdeu para o Ceará e para o Corinthians. São situações muito difíceis. Temos que seguir corrigindo", analisou. 

Por fim, ele comentou os dois gols anulados do Dourado, que geraram polêmica. O primeiro por impedimento e o segundo por falta em Nino Paraíba. "Você pode estar falando devido a dois lances de gol do Cuiabá. Não vi nenhum dos dois. O primeiro foi o VAR que anulou, e no segundo o árbitro matou no peito. Se a interpretação dele foi essa, o que eu vou dizer? O VAR não interviu, e o árbitro de imediato anulou o lance", disse, reforçando que as reclamações sobre os lances que prejudicaram o Bahia em jogos anteriores nada têm a ver com as situações que ocorreram no jogo deste domingo.

O resultado de 0 a 0 manteve o Bahia na zona de rebaixamento, com 37 pontos, dois a menos que o Juventude, 16º colocado. O Esquadrão volta a campo na próxima sexta-feira (26), contra o Grêmio, novamente na Arena Fonte Nova. O jogo é mais um confronto direto para fugir da degola. 

 

 

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos