01 de Dezembro de 2021

Após manobra no teto de gastos, técnicos iniciam debandada do Ministério da Economia

Quatro secretários do Ministério da Economia pediram demissão dos cargos quinta-feira (21). Ainda não há substitutos Os quatro secretários comandavam a área fiscal, diretamente relacionada com os gastos públicos. São eles: o secretário de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal; o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt;a secretária-especial-adjunta de Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

O Os pedidos de demissão acontecem após a manobra liderada pelo Centrão para abrir espaço no teto de gastos em 2022, ano de eleições gerais. O governo pretende gastar cerca de R$ 40 bilhões fora da regra de austeridade para bancar um benefício social temporário de, pelo menos, R$ 400 mensais.

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos