19 de Dezembro de 2018

TCU investiga contrato de R$ 22 mi do Ministério da Saúde

O Tribunal de Contas da União (TCU) está investigando uma compra de R$ 220 milhões feita pelo Ministério da Saúde que envolveu a participação de um funcionário cedido pela empresa que firmou o contrato. 

O ex-assessor do laboratório paranaense Tecpar, Rodrigo Silvestre, deixou o cargo em 2016 para trabalhar na Secretaria de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos, voltou à empresa neste ano, após participar da negociação, e foi promovido a diretor industrial. 

A contratação foi firmada no ano passado e dizia respeito ao fornecimento do trastuzumabe ao Sistema Único de Saúde (SUS). Por suspeitas de irregularidades e sobrepreço, no entanto, o TCU determinou a suspensão do vínculo com o laboratório, que é ligado ao governo do Paraná. 

O tribunal decidiu provisoriamente, no mês passado, que o Ministério da Saúde deve tere 27,39% das despesas com a compra do medicamento, tanto do que já foi desembolsado, quanto do que ainda seria. A quantia equivale à diferença entre o valor estipulado pela Tecpar e o preço do mercado. 

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos