14 de Novembro de 2018

Lei proíbe prisão de eleitores sem ser em flagrante a parte de amanhã

A partir de amanhã (23), o eleitor só vai poder ser preso em casos de flagrante em delito e se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto.

 

A partir de amanhã (23), o eleitor só vai poder ser preso em casos de flagrante em delito e se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto.

A probição de prisão em outros casos está no Código Eleitoral. No próximo domingo (28), ocorre o segundo turno das eleições em todo o país e mais 99 países para definir o novo presidente da República.

Em 13 estados e no Distrito Federal, haverá ainda a escolha do novo governador.

 

 

Fonte: Metro1

Whatsapp

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos