22 de Setembro de 2018

Joesley Batista deposita a primeira parcela de acordo para devolver R$ 110 milhões

O empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, informou nesta sexta-feira (1º) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pagou R$ 11 milhões referentes à primeira parcela da multa de R$ 110 milhões prevista no acordo de delação premiada. A informação é do G1.

 

O empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, informou nesta sexta-feira (1º) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pagou R$ 11 milhões referentes à primeira parcela da multa de R$ 110 milhões prevista no acordo de delação premiada. A informação é do G1.

De acordo com a publicação, na terça-feira (29), Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou os empresários Joesley e Wesley Batista, do grupo J&F, a pagar a multa de R$ 110 milhões cada referente ao acordo de delação premiada.

Relator da Lava Jato, Fachin autorizou o início do pagamento da multa (em 10 parcelas anuais) ressaltando que será "por conta e risco" de Joesley e Wesley. Isso porque os acordos de delação dos empresários estão suspensos, por determinação da Procuradoria Geral da República (PGR). A rescisão, contudo, ainda depende de decisão de Fachin.

Joesley e Wesley Batista são suspeitos de omitir informações nos depoimentos prestados ao Ministério Público no âmbito da Operação Lava Jato. As suspeitas são de que Joesley omitiu ter sido orientado por um ex-procurador da República enquanto ele ainda atuava pelo Ministério Público. Wesley é suspeito de "omitir fatos criminosos dos quais tinha conhecimento".

Os dois empresários negam as acusações e pediram ao Supremo para começar a pagar a multa de R$ 110 milhões.

 

Fonte: Bocão News

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos