23 de Outubro de 2021

NILTINHO AFIRMOU QUE MAIS DE 30 MIL CRIANÇAS FICARAM ÓRFÃS

A morte do fundador do Projeto Axé, Cesare de Florio La Rocca, aos 83 anos, na quarta-feira (15), foi lamentada pelo deputado Niltinho (PP) em moção de pesar apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

“O italiano Cesare, que era advogado e educador, deixa órfãos mais de 30 mil crianças, adolescentes e jovens subtraídos da pobreza educativa que ao longo de três décadas foram atendidas pelo Projeto Axé, uma organização não governamental que trabalha para desenvolver o potencial ilimitado desses indivíduos”, lamenta o parlamentar.

Niltinho lembra, no documento, que Cesare La Rocca foi representante do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) no Brasil e também ajudou na elaboração do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que garante cidadania e direitos para este público. Acrescenta ainda que Cesare recebeu, na ALBA, em 2015, o título de Cidadão Baiano, “maior honraria do parlamento estadual baiano, concedida para pessoas que prestaram relevantes serviços no Estado”, e que o Projeto Axé foi homenageado na Câmara Municipal de Salvador, no mesmo ano, em razão dos 25 anos de atividades.

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos