24 de Julho de 2021

Equipe IBCR é primeira na Bahia a utilizar indocianina verde para avaliar anastomose de Colón

 

Uso do verde de indocianina (ICG) para a detecção do aspecto da anastomose permite uma cirurgia colorretal mais segura, diminuindo as taxas de escape e complicações no pós-operatório.

A fístula de anastomose é uma das complicações mais temidas após a cirurgia colorretal, estando associada ao aumento das taxas de morbidade e mortalidade. Por isso, a integridade de uma sutura de víscera é fundamental para o bom desfecho do tratamento cirúrgico para câncer colorretal. Além de uma boa técnica e experiência do cirurgião, outros fatores também influenciam, a fim de evitar  intercorrências.

“Existem alguns métodos para verificar uma boa sutura, que variam desde a simples inspeção até a realização de exames endoscópicos peri-operatórios”, explica o diretor do Núcleo de Coloproctologia do Instituto Baiano de Cirurgia Robótica (IBCR), Dr. Ramon Mendes.

Nesta segunda-feira (21/06), a equipe capitaneada por Dr. Ramon Mendes com a participação do diretor do Núcleo de Cirurgia Oncológica do IBCR, Dr. André Bouzas, realizou a cirurgia inédita no estado. “Fomos a primeira equipe da Bahia a utilizar a indocianina verde para avaliar anastomose de Cólon. Esse procedimento permite uma anastomose mais segura diminuindo as taxas de escape e complicações no pós-operatório”, explica Dr. Ramon.

O paciente, de 67 anos, tinha história de sangue nas fezes, e descobriu o tumor quando submetido a uma colonoscopia. O tratamento cirúrgico minimamente invasivo com uso da nova torre de vídeo com o sistema de identificação de perfusão do Cólon com a utilização da técnica foi bem sucedido, como conta o cirurgião. “O verde de indocianina pode ser utilizado como uma ferramenta eficaz para avaliar a perfusão na área da anastomose. Ele marca a parte do intestino que está bem vascularizara e, com isso, conseguimos um melhor resultado e mais segurança na anastomose. Assim fazemos a “emenda” do intestino mais segura. A literatura recente mostra o benefício potencial da imagem com indocianina na redução das taxas de deiscência, além de já comprovado que é seguro e viável na cirurgia colorretal”, finaliza Dr. Ramon Mendes, responsável também pela primeira cirurgia colorretal robótica no estado.


Fonte:Cinthya Brandão 

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos