24 de Julho de 2021

Inconformado com fim de relacionamento, homem esfaqueia enfermeira em Brotas

Uma enfermeira de 26 anos está internada na UTI do Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi socorrida no sábado (19), depois de ter sido esfaqueada pelo ex-marido com quem convivia há cinco anos. O agressor, identificado como Fabrício Ferreira da Silva, 32, esperou a vítima chegar do trabalho para atacá-la. Desde o dia do crime, ele está foragido. 

A vítima, identificada como Fernanda Cravo, colocou uma basta na relação há seis meses. Já não queria mais dividir o mesmo espaço com Fabrício por entender que o relacionamento já estava desgastado.

Ela se mudou de Itinga, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana, para o bairro de Brotas, em Salvador, onde moram os seus pais. Queria começar uma nova vida e se dedicar ao trabalho que conseguiu na UPA do bairro de Periperi.

Durante esse tempo, segundo Raimundo Oliveira, pai da vítima, o agressor tentou reverter a situação. Foi ao endereço da família em algumas ocasiões pedindo uma nova chance a Fernanda. 

“Há 15 dias, ele esteve aqui. Chorava compulsivamente pedindo para ver a minha filha. Eu disse que ela não estava bem, mas acabei pedindo para que ela descesse. Eu fiquei a 15 metros dos dois. Ele pediu para voltar, mas ela disse que tinha dado todas as chances”

Em uma outra situação, ainda de acordo com o pai, a enfermeira foi surpreendida pelo ex ao sair da academia. Fabrício estava à sua espera com um cartão de desculpas e um buquê de flores. “Implorando mais uma vez. Quando ele percebeu que ela não voltaria atrás, covardemente fez isso”.

Crime

Por volta das 8h do sábado, o agressor estacionou o carro em frente a uma delicatessen próximo à casa dos pais da ex-mulher, na Avenida Dom João VI. Ao avistar que Fernanda chegava de mais um plantão, ele desceu do veículo e desferiu três golpes de faca. O objeto perfurou o peito, a mão e o abdômen da vítima. 

A tentativa de feminicídio foi presenciada por pessoas que passavam pelo local. Segundo elas, a enfermeira tentou fugir, mas caiu depois de alguns metros, desmaiada. O agressor fugiu logo em seguida.

As câmeras de segurança do prédio da família estavam desligadas no momento do crime, e o circuito de segurança de um estabelecimento próximo ao local do ataque não conseguiu captar a cena porque um caminhão impedia a visão. 

"Minha filha está melhorando, mas o estado de saúde ainda é delicado. Ela está intubada na UTI. Já consegue responder com os olhos algumas perguntas", disse Raimundo.

De acordo com a Polícia Civil, o caso será investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM). "O companheiro da vítima já foi identificado e está sendo procurado", disse o órgão em nota. 

A Polícia Militar informou, também por meio de nota, que por volta das 8h10 a 26ª CIPM foi informada por populares que uma mulher havia sido esfaqueada na Avenida Dom João VI. "No local a guarnição foi informada que a vítima foi socorrida no veículo de um popular para o Hospital Geral do Estado", diz trecho do comunicado. 

 

 

 

Bnews

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos