07 de Abril de 2020

Doria: Bolsonaro passou de todos os limites ao culpar Rui Costa por morte de miliciano

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), defendeu o trabalho da Polícia Civil da Bahia à frente da investigação do caso Adriano da Nóbrega, miliciano morto em confronto com forças de segurança do estado no dia 9 de fevereiro, em Esplanada (170 km de Salvador). Em Salvador nesta terça (25) para prestigiar o Carnaval soteropolitano, Doria afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “passou de todos os limites” ao insinuar que o governo Rui Costa (PT) seria responsável por uma suposta execução do ex-capitão do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e acusado de chefiar o Escritório do Crime, no Rio de Janeiro. “A polícia da Bahia é uma boa polícia, e ela está fazendo o que deve fazer: investigar. A Polícia Civil que está fazendo a investigação aqui. Então, você não pode ter manifestações prévias sem a conclusão do inquérito. A polícia baiana é um apolicia respeitada. Agora o presidente Jair Bolsonaro, antes da investigação, acusar o governador da Bahia como mandante de um crime. Ele passou te todos os limites”, disse Doria em conversa com jornalistas no Campo Grande. Bahia.ba
Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos