25 de Fevereiro de 2020

Vamos acompanhar esse movimento, diz delegado-geral sobre possibilidade de greve da Polícia Civil

Presente na apresentação do balanço de 2019 da Secretaria de Segurança Pública (SSP), na manhã desta segunda-feira (13), na sede do órgão, o delegado-geral da Polícia Civil na Bahia, Bernardino Brito, disse que vai acompanhar a possibilidade de greve de policiais civis no estado.

A categoria critica o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 158/19, que altera a aposentadoria dos funcionários públicos estaduais e ameaça paralisar as atividades caso a proposta seja aprovada.

“Todo movimento grevista tem que ter uma organização e seguir toda uma previsão legal. Óbvio que este movimento a gente vai acompanhar. Não fui oficialmente comunicado sobre essa possibilidade, mas nós faremos a gestão para que a sociedade não sofra qualquer tipo de prejuízo na prestação de serviço da polícia”, disse Brito.

O delegado afirmou entender a preocupação dos servidores, mas argumenta que as prováveis perdas são necessárias para assegurar que o benefício seja pago.

“Obviamente que eu entendo a situação dos servidores, também sou servidor. Não se quer ter perda, mas as perdas são para garantir, num futuro, que viabilize o estado a garantir essa aposentadoria”, justificou.

A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) foi convocada em regime de urgência para votar a PEC, mas uma decisão da justiça suspendeu a tramitação do projeto após a desembargadora Rosita Falcão de Almeida Maia, do Tribunal de Justiça do Estadoacatar o pedido do deputado estadual Hilton Coelho (Psol), no último sábado (11).

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos