13 de Agosto de 2022

" As ameaças que o vereador Jhonatas vem sofrendo refletem o Brasil da era Bolsonaro, marcado pela cultura do ódio e da violência" , afirma Kleber Rosa

O cientista social e candidato ao Governo da Bahia pela federação PSOL-REDE, Kleber Rosa, durante entrevista à Rádio Princesa FM, do município de Feira de Santana, ao programa "Altos Papos",  apresentado por Uchôa, João França e Joana Morbeck, na noite desta quinta-feira (4),  repudiou as agressões e ameaças que o vereador Jhonatas Monteiro (PSOL) vem sofrendo de setores bolsonaristas, inclusive, com  ameaças de  "queimar o parlamentar vivo" .

Kleber Rosa salientou que foi instalado no Brasil a cultura do ódio, da violência, do desprezo pelos movimentos sociais, pelos  grupos historicamente vulneráveis e excluídos do direito à cidadania. Segundo o psolista, uma intolerância que se exercita pela violência e as ameaças que o vereador do Jhonatas Monteiro está passando refletem esse cenário político atual do Brasil.

" As ameaças que o companheiro Jhonatas está enfrentando revelam o que é o Brasil na era Bolsonaro. Esses setores nazi-fascistas enxergam a disputa política enquanto aniquilação do outro.  Jhonatas está enfrentando ameaças extremamente graves a ele e a sua família. É inadmissível que essas pessoas não consigam entender que a política é um espaço de disputa de ideias, de disputa de concepções de sociedade, e não a disputa de existência como se a existência do outro  tivesse que ser negada. Me solidarizo a Jhonathas e sua família. Por isso, o PSOL resolveu abrir mão de candidatura própria à presidência  para apoiar a candidatura de Lula devido à necessidade de enfrentarmos essa cultura do ódio e de derrotarmos bolsonaro no primeiro turno", frisou o postulante ao Palácio de Ondina, Kleber Rosa. 

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos