03 de Julho de 2022

Antes de julgamento na CBF, Cabloclo tem recurso rejeitado na Fifa

Afastado da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo sofreu derrota na Fifa nesta quarta-feira (23). De acordo com o site ge.globo, o cartola teve um recurso rejeitado pela entidade máxima do futebol ao tentar derrubar a abrangência mundial da punição aplicada pela CBF por assédio moral e sexual contra uma funcionária.

A medida impede que ele ocupe cargos no futebol até mesmo fora do Brasil. Vale lembrar que Caboclo fazia parte do Conselho da Conmebol, mas também foi afastado. O dirigente pode apelar ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). Caboclo foi afastado pela Assembleia Geral da CBF por 21 meses, e a Fifa deu abrangência mundial ao caso. A defesa do cartola afirmou que "o acolhimento da punição pela Fifa é automático e não analisa o mérito do caso em si e nem a lisura do processo que resultou no afastamento, que é injusto e ilegítimo".

A Assembleia Geral da CBF se reúne novamente nesta quinta-feira (24) para analisar e votar uma outra punição sugerida pela Comissão de Ética contra Rogério Caboclo. A pena é de suspensão de 20 meses, por assédio moral contra o diretor de TI da entidade, Fernando França. Caso essa punição seja aprovada, as penas somadas ultrapassarão o limite do mandato de Caboclo na presidência da CBF - abril de 2023. Uma nova eleição deve ser convocada para definir quem fará o mandato-tampão.

 

 

 

Bahia Notícias

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos