25 de Janeiro de 2022

Queda do Facebook ocorre um dia após ex-funcionária revelar que delatou contra empresa

A queda das redes sociais do Facebook ocorre um dia após a ex-funcionária Frances Haugen, de 37 anos de idade, revelar ser a delatora da empresa. Ela trabalhou como gerente de produto na equipe de desinformação cívica da rede social e usou documentos internos para comprovar os danos que teriam sido causados pela companhia.


Haugen entregou vários documentos ao The Wall Street Journal, veículo de imprensa norte-americano, que vem publicando informações sensíveis ao Facebook desde o mês passado. Ela revelou ser a delatora da empresa em entrevista a um programa da emissora CBS News.

 

“Eu já conhecia um monte de redes sociais e era substancialmente pior no Facebook do que em qualquer outra que eu tivesse conhecido antes”, criticou a ex-funcionária durante a entrevista. “Facebook, repetidamente, mostrou que prefere o lucro à segurança”, complementou.

 

As três redes sociais da empresa - Facebook, Instagram e WhatsApp - estão fora do ar há mais de cinco horas. A companhia afirma que trata-se de um “problema na rede” e que está tentando retomar os serviços.

 

 

 

Bahia notícias

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos