14 de Novembro de 2018

Não dá para o PT pedir desculpas porque venceu, diz Gleisi Hoffmann, presidente da sigla

Na manhã desta segunda-feira (15), o governador Rui Costa disse que o PT cometeu "graves erros" e não teve humildade para admitir. Já à noite, o ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT), cobrou um mea culpa do PT. Diante dos apelos, a presidente da legenda, senadora Gleisi Hoffmann, disse que o partido não tem que pedir desculpas por ter ido ao segundo turno.

 

Na manhã desta segunda-feira (15), o governador Rui Costa disse que o PT cometeu "graves erros" e não teve humildade para admitir. Já à noite, o ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT), cobrou um mea culpa do PT. Diante dos apelos, a presidente da legenda, senadora Gleisi Hoffmann, disse que o partido não tem que pedir desculpas por ter ido ao segundo turno.

A fala da dirigente petista ocorreu em uma reunião dentre partidos que apoiam a candidatura de Fernando Haddad (PT) no segundo turno para presidente da República. Segundo informações do jornal O Globo, o PDT não participou do encontro e também não enviou representante. "Não dá para o PT pedir desculpas porque venceu (para ir ao) segundo turno. Temos uma base social. O PT tem 30% dos votos desse país. Isso é muito significativo. É uma força social. Podem ter críticas ao PT. É natural que tenham. Somos uma organização humana com todas as nossas falhas e todos os avanços que tivemos. Agora, não dá para pedir que o PT peça desculpas e nem acusar o PT de ter ido para o segundo turno", disse a senadora Gleisi.

O PDT, que ficou em terceiro lugar na corrida presidencial no primeiro turno, decidiu declarar “apoio crítico” a Haddad. O gesto incomodou os petistas, que esperavam o embarque da legenda na campanha do ex-ministro.

 

Fonte: Bocão News

Whatsapp

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos