26 de Setembro de 2020

Polícia de um estado administrado pelo PT, responde Moro sobre morte de miliciano

Presente na Comissão especial da PEC da Segunda Instância, no Congresso Federal, o ministro da Justiça, Sergio Moro, foi questionado sobre a morte de Adriano da Nóbrega, no fim de semana. O miliciano foi morto no último domingo (09) após uma operação integrada das polícias do Rio de Janeiro e da Bahia no município de Esplanada. “Essa pessoa foi morta nesse confronto com a polícia. Não estou criticando a polícia lá, as circunstâncias vão ser apuradas. Mas é a polícia de um estado administrado pelo PT”, lembrou Moro. O deputado Henrique Fontana (PT) também pediu para que Fabrício Queiroz fosse incluído no serviço de proteção a testemunhas. Moro, então, afirmou que se trata de uma “falsa questão”. “A pessoa tem que requerer a proteção e, além de tudo, isso está no Ministério dos Direitos Humanos, e não no da Justiça. Mas a pessoa tem que requerer”, pontuou o ministro. Bahia.ba
Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos